domingo, 15 de fevereiro de 2009

POESIA - Marianne Moore


Também não gosto.
Lendo-a, no entanto, com total desprezo, a
[ gente acaba descobrindo
nela, afinal de contas, um lugar para o genuíno.

2 comentários:

ROGEL SAMUEL disse...

Marianne Moore é uma de minhas preferidas leituras. Linkei seu blog. Obrigado pelo poema.
Rogel Samuel

Jefferson Bessa disse...

Muito grato pela visita, amigo. Fico feliz. Forte abraço.