segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

O sono é bom pois despertamos dele - Ricardo Reis



O sono é bom pois despertamos dele
Para saber que é bom. Se a morte é sono
Despertaremos dela;
Se não, e não é sono,


Conquanto em nós é nosso a refusemos
Enquanto em nossos corpos condenados
Dura, do carcereiro,
A licença indecisa.


Lídia, a vida mais vil antes que a morte,
Que desconheço, quero; e as flores colho
Que te entrego, votivas
De um pequeno destino.

Um comentário:

MIRZE disse...

Quanta beleza nesse poema!

Hoje ganhei poemas que não conhecia, como se caíssem do céu!

Obrigada Jefferson!

Beijos

Mirze