sábado, 17 de julho de 2010

três poemas-objeto de Joan Brossa




Um comentário:

teca disse...

Espetacular! Momento criativo fora de série!

Beijos.