sábado, 2 de abril de 2011

MEU CORAÇÃO AO ACASO – GEORG TRAKL


Ao entardecer se ouve o grito dos morcegos.
Dois cavalos negros saltam pelos prados.
A vermelha árvore murmura.
O viajante encontra a pousada na estrada.
Magnífico é o jovem vinho com as nozes.
Magnífico é cambalear ébrio pelo bosque crepuscular.
Através da obscura folhagem soam os sinos dolorosos
Agora sobre o rosto goteja o orvalho.

A partir da versão espanhola de Helmut Pfeiffer

2 comentários:

teca disse...

Não conhecia... um prazer vir aqui ler versos diferentes.
Um beijo doce.

Raíz disse...

Jefferson!

Não me é estranho esse poema, ou o estilo parece com o de Augusto dos Anjos. Mas não pode ser.

MUITO LINDO!

Beijos

Mirze